RUBEL

Partilhar

No ano de 2013 lança seu primeiro trabalho intitulado Pearl. A canção “Quando Bate Aquela Saudade” fez um enorme sucesso na internet, ganhando videoclipe em setembro de 2015 com direção do próprio Rubel. Em 2017 foi contemplado pelo edital da Natura Musical para lançar seu segundo trabalho. Em março de 2018 Rubel lança então o álbum Casas, com parcerias de Emicida e Rincon Sapiência, estabelecendo um diálogo entre MPB e influências de Hip-Hop e R&B. A canção “Partilhar” entrou para a trilha sonora da telenovela Malhação: Vidas Brasileiras, e a canção “Quando Bate Aquela Saudade” entrou para a trilha da supersérie “Onde Nascem os Fortes”. Em setembro de 2018 o álbum Casas recebeu nomeação ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock / Música Alternativa em Língua Portuguesa. A turnê do disco Casas passou por mais de 60 cidades, incluindo Nova Iorque, Lisboa, Porto, e alguns dos principais festivais do país, como o Coala, Queremos, Rock the Mountain, e lotou alguns dos principais palcos do país, como Circo Voador, Vivo Rio, Opera de Arame, Tom Brasil, Auditório Ibirapuera, Teatro Amazonas, etc. A versão que fez para a música “Medo Bobo” está na trilha sonora da novela Amor de Mãe, da TV Globo. Atualmente dedica-se a divulgação do novo trabalho “Partilhar”. Uma nova versão feita sobre seu próprio sucesso, agora acompanhado do duo AnaVitória. O clipe da nova música de trabalho ainda conta com uma participação luxuosa da atriz Marina Ruy Barbosa.


LEO MIDDEA

Divina Certeza

Nos arredores do subúrbio do Rio de Janeiro LEO MIDDEA descobriu o gosto pela música. De forma inusitada, apaixonando-se por alguém, ele começou a transcrever seus próprios sentimentos. As pequenas estrofes, hoje grandes canções, podem ser ouvidas em seus trabalhos “Dois” (2014) e “A Dança do Mundo” (2016).

Amor e música caminham de mãos dadas. As melodias das canções podem transmitir facilmente declarações de apaixonados. Foi assim que LEO MIDDEA começou a traçar sua trajetória, ainda cedo, aos 14 anos. Enamorado por uma menina, ele aprendeu violão rapidamente para impressionar a amada. As composições, ainda tímidas e modestas, o fizeram tomar gosto pela escrita e perceber o talento que ali estava escondido. O interesse repentino pela música fez Middea encarar um estúdio em vez da faculdade.
A música tinha tomado conta de sua rotina. Seus primeiros rabiscos falavam de amor alegre e otimista, como que uma mistura entre a agitação da cidade e a calma da natureza. Com o primeiro disco “Dois” (2014), Leo iniciou a jornada na carreira musical. Com resultados modestos, e poucas oportunidades no Rio de Janeiro, Leo logo entrou em contato com uma amiga que residia em Buenos Aires, que o auxiliou em cerca de 23 shows na Argentina em 2015. Esse amparo fez as portas se abrirem mais facilmente no Brasil.

O entusiasmo e os números positivos ganharam força ao gravar o segundo disco “A Dança do Mundo” (2016), produzido por Peter Mesquita. Após o lançamento, Leo acalmou a ansiedade em um retiro na Índia, para voltar com tudo em uma turnê de divulgação do álbum. A tour rodou diversas cidades brasileiras, entre elas as capitais Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre. O repertório trouxe as canções do registro, mais as músicas do primeiro trabalho.

“A Dança do Mundo” é um mix de experiências e aprendizagens que LEO MIDDEA adquiriu em viagens por diversos países. O álbum, lançado em março de 2016, conquistou, em poucos meses, um lugar em diversas seleções de melhores discos do ano e obteve resenhas positivas pela imprensa brasileira e portuguesa. Do carimbó ao rock, “A Dança do Mundo” contou com a participação de artistas como Laura Lavieri (conhecida por sua parceria com Marcelo Jeneci), o violoncelista cubano Yaniel Matos, Nina Oliveira, Jota Pê, entre outros. No mesmo ano de lançamento, o cantor chegou até a final do FENAC – Festival Nacional da Canção, com a composição “Meu Público”.

Após um ano de divulgação do registro, o cantor e compositor mudou-se para Lisboa. Essa virada trouxe mais de 40 concertos em Portugal, destaque para os dois últimos shows com casa lotada. Apesar da distância do Brasil, os números do cantor cresciam continuamente, ganhando notoriedade no Rio e em São Paulo como principais ouvintes, somando milhares de seguidores no Spotify.

Querendo sempre transparecer na sua música as suas vivências pessoais, LEO MIDDEA é um cantor e compositor que aborda temas que vão acompanhando a sua história como uma fotografia. As suas músicas falam das suas viagens, dos medos, das paixões, dos sonhos, dos desgostos e de tudo mais que está inerente à experiência humana. A sua maior vontade é mostrar ao mundo as suas raízes, os ritmos que correm nas suas veias e as palavras que descrevem o seu caminho até então.

Agora os próximos passos passam pelo lançamento do single BAIRRO DA GRAÇA, do novo álbum, clipe e uma turnê pelo Brasil. Fiquem ligados em tudo o que LEO MIDDEA faz, próximos shows e apresentações através de suas redes sociais.


MICHAEL COSTA

Levando a Música a Vários Lugares

Para mostrar todo seu potencial e ter a oportunidade de lidar com o público face a face, Michael Costa seguiu literalmente o “Caminho da Música”. Começou tocando no Centro e Zona Sul do Rio e pelas ruas de Niterói. Ali, humildemente, entregava seu cartão de visita apenas na companhia de um banner para identificá-lo, de uma aparelhagem de som muito simples e de seu violão.

“Foi um tempo de muito aprendizado e exposição também. O projeto me ajudou a ser mais confiante e a querer novos horizontes. Eu ouvia elogios e conselhos que me inspiravam a continuar”, diz Michael.

O artista rapidamente foi reconhecido por seu talento e passou a tocar em vários locais: bares, shoppings, hotéis, eventos, boates, pubs, teatros, etc. A partir começou a dar entrevista para diversas emissoras de rádio e tv contando um pouco da sua história de superação.

Eclético, Michael Costa canta e toca clássicos do rock nacional, reggae, sertanejo universitário, pagode e músicas internacionais; além é claro de suas próprias composições, encontradas hoje em todas as plataformas digitais. Outra importante conquista é a de ter uma banda própria que o acompanha em suas apresentações.

O carisma de Michael Costa é notável. Morador de São Gonçalo, Rio de Janeiro, tem a música como forma de viver e não só uma profissão. Com toda sua dedicação já contabiliza importantes vitórias, entre elas participar do quadro “Caixa de Talentos” do Programa Agora é Domingo, na Band, apresentado por José Luiz Datena. Também já abriu shows de inúmeros artistas renomados e foi destaque no concurso “Voz de Ouro”, em um importante Shopping do Rio de Janeiro, sendo um dos vencedores.

Michael Costa deseja conquistar o Brasil com seu estilo POP, com pitadas do MPB. Também tem o sonho de inspirar as pessoas com sua história de vida e perseverança.

As canções de seu repertório falam de cotidiano, curtição, mas principalmente de amor e as relações que o envolvem. Inspirado por artistas como Bruno Mars, Ed Mota, Michael Jackson, ColdPlay, entre outros, também deseja passar uma mensagem, através de suas obras, para seus fãs e admiradores:

“amar faz bem, ser bom é necessário e replicar a bondade é obrigatório!”

Recentemente, Michael Costa lançou seu 1º EP intitulado “Contra o Mundo Inteiro”, com uma pegada POP/MPB, letras inspirativas e de muita qualidade musical!


GUSTAVO FAGUNDES


Você me faz feliz!

“(…) Quanto tempo é pouco tempo nessa estrada? (…)” verso da música “Você me faz feliz” do cantor e compositor Gustavo Fagundes, que foi lançada no dia 03 de novembro em todas as plataformas digitais e YouTube, traz uma percepção positiva do autor sobre sua vida e sua carreira musical.
Gustavo Fagundes foi revelado ao grande público em 2012, ocasião em que foi semifinalista da primeira edição do “The Voice Brasil”. Muita coisa aconteceu desde que o “Dr. Gustavo” (apelido carinhoso que ele, hoje formado, recebeu no The Voice quando ainda cursava medicina) saiu do reality até os dias atuais.
De lá pra cá ele lançou um EP, foi considerado a revelação e o artista/aposta do iTunes no ano de 2014, fez inúmeros shows pelo país e agora lança seu primeiro single de um álbum que estará disponível ao público no mês de março de 2018.
O tempo foi testemunha da evolução e amadurecimento do ótimo compositor que o Gustavo se tornou, emprestando o seu timbre especial às suas próprias canções. A influência de diversos gêneros musicais e da literatura definiu o Gustavo de agora, um artista versátil, com excelentes letras, melodias modernas e refrãos que não saem da cabeça.
“Você me faz feliz” traz Gustavo em sua essência. Traz uma poesia doce em seus versos como temos em nossa MPB, traz influências de folk e do pop tanto na levada como na modernidade em sua construção.
“(…) Quanto tempo é pouco tempo nessa estrada? (…)” jamais saberemos. O que podemos afirmar é que esse tempo até aqui foi suficiente para o jovem de 25 anos trazer aos nossos ouvidos sua obra, seu canto, seu violão e sua inspiração no melhor jeito possível: o jeito Gustavo Fagundes de ser.


WhatsApp chat